Central TILS

A Central de Tradutores e Intérpretes de Língua Brasileira de Sinais (Tils), criada em 24 de fevereiro de 2015, é um projeto da Pró-Reitoria de Graduação com o objetivo principal de atender alunos surdos matriculados nos cursos de graduação e pós-graduação da Universidade.

A criação da Central de Tils está em consonância com a política de inclusão, Lei nº 13.146 de 06 de julho de 2015, estabelecida pelos documentos oficiais, e têm como proposta reconhecer a diferença linguística das pessoas surdas e a necessidade da mediação do tradutor intérprete de Língua brasileira de sinais (Libras), de modo a propiciar ambientes linguísticos favoráveis para que os alunos possam apropriar-se dos conhecimentos científicos por meio da língua de sinais, que constitui sua língua natural.

Nessa direção, objetivamos assegurar que a universidade deve ser um lugar de educação para todos, permitindo não somente a entrada das pessoas surdas, mas, principalmente, oferecendo condições para sua permanência.

Clóvis de Souza
19 3521-6742
clovis@unicamp.br

Juliana Fernandes Da Silva
19 3521-1442
jutils@g.unicamp.br

Lilian Ferreira
19 3521-1442
lilian@basico.unicamp.br

Para solicitar o serviço, leia atentamente as instruções e utilize o formulário disponível ao lado.

Os serviços dos intérpretes podem ser solicitados mediante encaminhamento (upload) de ofício do interessado (Coordenação de Graduação, de Pós-gradação, Chefia de Departamento etc.) contendo o tipo de atividade a ser traduzida, local, data e demais informações que facilitem o planejamento da prestação do serviço, além de, obrigatoriamente, a anuência expressa do diretor da Unidade de Ensino e Pesquisa, e com prazo mínimo para o início das traduções de 15 (quinze) dias.

O atendimento das solicitações seguirá as normas gerais.

  1. As funções do TILS na Universidade são, prioritariamente, traduzir as aulas para os alunos regulares dos cursos de graduação e de pós-graduação quando em aula; também: traduzir textos e estudos dirigidos e estudos de pesquisa onde haja participação de alunos surdos, incluindo tradução entre orientando e orientador, o que deverá ocorrer sempre dentro da Universidade e no horário regular de atividades de ambos.
  2. Somente haverá tradução de aula desde que haja presença de aluno surdo.
  3. Caso haja dispositivos, vídeos ou qualquer outro tipo de apresentação durante as aulas, o aluno surdo deverá solicitar a cópia desse material diretamente ao docente responsável pela disciplina ou pela aula assistida.
  4. Atendendo as mesmas regras válidas para os alunos ouvintes, não haverá reposição de aulas.
  5. As solicitações para a participação de TILS na interpretação de bancas de defesas de dissertações e teses, palestras e outros eventos não serão atendidas se sobrepuserem aulas regulares já previamente agendadas no semestre corrente.
  6. Os cursos de extensão que tenham aluno surdo matriculado deverão prever em seu orçamento recursos para prover os serviços de TILS durante seu desenvolvimento, o que será administrado diretamente pelo responsável pelo oferecimento do curso.
  7. As solicitações, incluindo as disciplinas regulares de cursos de graduação e de pós-graduação, que requeiram os serviços de TILS deverão ser encaminhadas pelo formulário contendo o tipo de atividade a ser traduzida, local, data e demais informações que facilitem o planejamento da prestação do serviço, além de, obrigatoriamente, a anuência expressa do diretor da Unidade de Ensino e Pesquisa, e com prazo mínimo para o início das traduções de 15 (quinze) dias.