Carta aberta da PRG

Em defesa de uma convivência acadêmica saudável e contrária a qualquer forma de violência e ações discriminatórias no ambiente educacional, a PRG vem a público manifestar repúdio às atitudes de um servidor docente, amplamente divulgadas nas redes sociais e na mídia nacional, de:

1. ir armado para a sala de aula;

2. tentar infligir uma facada em um estudante;

3. atacar outro estudante com spray de pimenta.

Tais atitudes são inadmissíveis e não devem ser toleradas. A PRG se posiciona pela aplicação imediata dos procedimentos administrativos e legais necessários, compatíveis com a gravidade do caso.